terça-feira, 27 de outubro de 2020

A Paz além das turbulências

Graça, Paz e Alegria!

Mensagem do Portal Evangélico Compartilhando Na Web.

Certa vez houve um concurso de pintura e o primeiro lugar seria dado ao quadro que melhor representasse a paz.

Ficaram, dentre muitos, três finalistas igualmente empatados.

O primeiro retratava uma imensa pastagem com lindas flores e borboletas que bailavam no ar acariciadas por uma brisa suave.

O segundo mostrava pássaros a voar sob nuvens brancas como a neve em meio ao azul anil do céu.

O terceiro mostrava um grande rochedo sendo açoitado pela violência das ondas do mar em meio a uma tempestade estrondosa e cheia de relâmpagos.

Para surpresa e até espanto dos finalistas, o escolhido foi o terceiro quadro, o que retratava a violência das ondas contra o rochedo. Indignados, os dois pintores que não foram escolhidos, questionaram o juiz que deu o voto de desempate:

- Como este quadro tão violento pode representar a paz, Sr. Juiz?

E o juiz, com uma serenidade muito grande no olhar, disse:

- Vocês repararam que em meio à violência das ondas e à tempestade há, numa das fendas do rochedo, um passarinho com seus filhotes dormindo tranquilamente?

E os pintores sem entender responderam:

- Sim, mas...

Antes que eles concluíssem a frase, o juiz ponderou:

- Caros amigos, a verdadeira paz é aquela que mesmo nos momentos mais difíceis nos permite repousar tranquilos.

Forte abraço!
Em Cristo,
Ricardo, pastor

segunda-feira, 26 de outubro de 2020

Biografia dos Profetas - Reino do Norte - Elias (4)

Graça, Paz e Alegria!

Mensagem do Portal Evangélico Compartilhando Na Web.

A experiência de milagres com viúva de Sarepta ainda não tinha acabado: o filho da viúva adoece e morre. Elias é confrontado pela viúva, angustiada. Elias clama ao Senhor e o menino ressuscita!

Após três anos (1 Reis 18.1ss), Elias aparece diante de Acabe, marido de Jezabel (devota de Baal) e fez o desafio para desmascarar os profetas de Baal e mostrar quem era o Senhor. Mesmo com a demonstração sobrenatural da ação do Senhor, Elias segue sendo perseguido.

Só que a seca continuava e Acabe, como rei, continuava a clamar por chuva. Depois desse acontecimento no monte Carmelo, Elias conforta Acabe dizendo que virá a chuva. Depois de orar, disse ao moço que o acompanhava: "Sobe, e olha para a banda do mar. E ele subiu, olhou e disse: Não há nada. Então disse Elias: Volta lá sete vezes" (1 Reis 18.43). Logo veio a chuva e Elias, mesmo vitorioso e mostrando que agia em nome do Senhor, teve que fugir.

O problema era que Jezabel não se deixava convencer e queria tirar-lhe a vida. O profeta fugiu para o sul, passando pelo deserto de Neguev, onde sentiu fome. É confortado por Deus em seu desespero (através de um enviado), com pão e água. Continuou sua fuga até o monte Horeb (o Sinai) e, depois de esperar o momento exato e manifestação certa proveniente do Senhor, recebeu no Horeb a missão de estabelecer o verdadeiro Israel, ungindo três pessoas, como já escrevemos anteriormente.

Seguimos na próxima semana, permitindo o Senhor!

Forte abraço!
Em Cristo,
Ricardo, pastor

sexta-feira, 23 de outubro de 2020

Bíblia e o Muro

Graça, Paz e Alegria!

Mensagem do Portal Evangélico Compartilhando Na Web.

Vale a pena ler de novo

Mensagem enviada em 06/11/2007

Na Itália, certo pedreiro levantava o muro de uma linda casa, recém-construída, quando foi interrompido por uma mulher que, gentilmente, lhe oferecia um livro. O livro era um exemplar da Bíblia Sagrada. A mulher era uma humilde missionária.

Examinando displicentemente o volume, o operário não relevou o menor interesse em possuí-Lo. Estava preocupado com outras coisas. Não lhe sobrava tempo para leitura que se lhe apresentava muito pouco ou nada atraente.

Mas a insistência da missionária foi tal que o pedreiro acabou aceitando o oferecimento. E, pegando a Bíblia, assim que a missionária se despediu, colocou-a num dos vãos abertos do muro, entre as pedras, fazendo-a desaparecer, coberta pelo reboco. Rindo da façanha, o irreverente trabalhador prosseguiu em sua obra que foi concluída, logo a seguir.

Muitos anos depois, aquela aldeia italiana foi sacudida por violento tremor de terra, e muitas casas desmoronaram. Entre as ruínas, porém, mantinha-se em pé, embora bastante abalado, um velho muro. Urgia derrubá-lo de uma vez, pois que estava oferecendo perigo iminente aos que passavam.

Munido de suas ferramentas, um outro trabalhador, dirigindo-se aquele muro condenado, disse: "Vou colocá-lo abaixo. Talvez encontre um tesouro escondido nele".

Em certa altura da demolição, o operário descobriu, escondido entre as pedras, maravilhosamente preservado, um Livro. Era aquela mesma Bíblia que, anos antes, havia sido posta ali, pelo operário que levantara aquele muro.

Apropriando-se do singular achado, o modesto demolidor de paredes levou-o para casa. Sentindo a beleza de sua leitura, passou a reunir, diariamente, a família para ouvir ensinos tão preciosos. E a Bíblia, sozinha, começou a cumprir a gloriosa missão de transformar aqueles corações, modificando aquele lar...

Tudo porque um homem, nos escombros de um muro arruinado, encontrara o maior tesouro da terra!

Forte abraço!
Em Cristo,
Ricardo, pastor

quinta-feira, 22 de outubro de 2020

É preciso ter o azeite

Graça, Paz e Alegria!

Mensagem do Portal Evangélico Compartilhando Na Web.

Leia Mateus 25.1-13

Na parábola do servo bom e do servo mau, Jesus fala a respeito de pessoas responsáveis e irresponsáveis com relação ao trabalho do Senhor.

Aqui, o Noivo, que é Cristo, vai ao encontro de 10 virgens. Entende-se que as virgens representam os cristãos de fato, pessoas que "estão na igreja", parecem boas pessoas e que seguem aparentemente a vontade do Senhor e seriam, na parábola anterior, todas do "time do servo bom".

Mas há uma diferença mesmo entre as virgens: O azeite, que é o Óleo do Espírito, o "primeiro amor", a busca real e sincera, não apenas de aparência, mas na realidade. Nesse caso, algumas virgens (alguns crentes) podem não ter de fato esse Óleo, ainda que pareçam ter. Só quem tiver o Óleo do Espírito poderá entrar para as Bodas do Cordeiro.

Não é possível "dividir" com outras pessoas o Óleo que você tem. Você pode pregar, anunciar, testemunhar, mas cada um deve ter a sua busca, ter o Óleo para si. Alguns podem até ser sinceros em sua busca, mas os afazeres do mundo e a "demora" na volta de Jesus podem fazer as pessoas "baixarem a guarda" e passam a pensar que "ainda vai demorar".

Não temos como saber a hora! É preciso estar pronto para a Volta de Jesus como se fosse acontecer exatamente neste segundo! Não vai adiantar "sair correndo na última hora" em busca do óleo". Temos que manter essa busca a todo momento, até que o Senhor venha!

Forte abraço!
Em Cristo,
Ricardo, pastor

quarta-feira, 21 de outubro de 2020

Resumo dos livros da Bíblia - Juízes (6)

Graça, Paz e Alegria!

Mensagem do Portal Evangélico Compartilhando Na Web.

Nós já escrevemos sobre algumas das pessoas que têm suas histórias contadas no livro de Juízes nas mensagens das segundas-feiras, que estão seguindo com as biografias de personagens Bíblicos. Assim, recomendamos os links dessas Biografias que já estão no Compartilhando Na Web, agora no Canal de Estudos - a leitura "complementa" este resumo do livro de Juízes (as que seguiram pelas mensagens em mais de uma semana com um mesmo personagem, continuam assim nos nossos blogs, mas nessa recomendação abaixo estão em "texto único" para cada personagem):


No livro de Juízes, temos um movimento de "queda e acerto". Cada vez que o povo clamava ao Senhor, um juiz era levantado por Ele a fim de prover libertação ao povo. Estes juízes, escolhidos e ungidos pelo Senhor, eram de certa forma tanto militares como civis-religiosos. A liderança desses Juízes fazia o povo caminhar em retidão debaixo da vontade do Senhor. Mas sempre que morria um juiz, o povo voltava a praticar o que era errado. Iniciava um novo ciclo de desobediência, derrota, busca, e assim por diante. Parecia que o povo sentia a necessidade de uma liderança na terra para continuar seguindo a vontade do Senhor. Entende-se que já apontava para a monarquia!

Terminamos na próxima semana com o esboço de Juízes, permitindo o Senhor!

Forte abraço!
Em Cristo,
Ricardo, pastor