sexta-feira, 21 de fevereiro de 2020

Vamos plantar jabuticabeiras?

Graça, Paz e Alegria!

Mensagem do Portal Evangélico Compartilhando Na Web.

Vale a pena ler de novo

Mensagem enviada em 19/05/2006

Conta-se que...

Um velho estava cuidando de uma planta com todo o carinho. E um jovem aproximou-se dele e perguntou:

_ Que planta é esta que o senhor está cuidando?

_ Ah! Uma jabuticabeira, respondeu o velho.

_ E ela demora quanto tempo para dar frutos?

_ Pelo menos uns quinze anos, informou o velho.

_ E o senhor espera viver tanto tempo assim? Indagou ironicamente o rapaz.

_ Não, não creio que eu viva mais tempo, pois já estou no fim da minha jornada, disse o ancião.

_ Então, que vantagem o Sr. leva com isso, meu velho?

_ Nenhuma, exceto a vantagem de saber que ninguém colheria jabuticabas, se todos pensassem como você.

Quanta sabedoria não é mesmo?

Não importa se teremos tempo suficiente para ver mudanças nas coisas, ou nas pessoas pelas quais trabalhamos e desejamos, mas sim que façamos a nossa parte SEMPRE, de modo que tudo se transforme a seu tempo. Comece por você a mudança que tanto deseja, será um lindo e grande começo, não acha?!

"Não há derrota que derrote quem nasceu para vencer"

"Porque não me envergonho do Evangelho, pois é o poder de Deus para salvação de todo aquele que crê" Romanos 1.16

Forte abraço!
Em Cristo,
Ricardo, pastor

quinta-feira, 20 de fevereiro de 2020

Comentário Devocional do Evangelho de Mateus (21.1-11) - 4

Graça, Paz e Alegria!

Mensagem do Portal Evangélico Compartilhando Na Web.

Leia Mateus 21.1-11

O que precisamos entender é que Jesus Cristo não vem para conquistar pela força como fazem os reis terrenos, nem pela imposição de Sua opinião por posição política enquanto ainda aguardamos a Sua volta! Hoje, a conquista do Reino de Deus se dá pelo amor, graça, misericórdia e pelo convite! Lembramos o sacrifício de Jesus por todos. O seu Reino não segue meramente padrões humanos, mas mostra humildade e servidão. Anúncio e Convite, nada de imposição!

Até que o Senhor venha, devemos seguir assim: vivendo de acordo com Seus ensinamentos, convidando e anunciando. As pessoas se preocupam muito com "imposição" através de ações políticas, uma mera experiência de "usos e costumes", quando Jesus mesmo viveu no meio do contraste do pecado na experiência dos outros, mas sem viver pessoalmente isso. Ele poderia impor e preferiu obedecer ao Pai! Revelou que ficava sim indignado e que queria mudar tudo, como vemos no episódio dos "vendilhões do Templo", mas por atingir diretamente a representação terrena da Casa do Pai!

Jesus não obrigava ninguém a fazer o certo ou a fazer como Ele queria as coisas. Ele vivia, anunciava com atitudes e com o convite. Aceitava quem quisesse!

Terminamos na próxima semana, permitindo o Senhor!

Forte abraço!
Em Cristo,
Ricardo, pastor

quarta-feira, 19 de fevereiro de 2020

Resumo dos livros da Bíblia - Números (5)

Graça, Paz e Alegria!

Mensagem do Portal Evangélico Compartilhando Na Web.

A data

A data tradicional para o Êxodo do Egito está no meio do décimo quinto século a.C.

Moisés, na parte que escreveu, dificilmente teria escrito algo antes disso! Definimos essa data para o Êxodo por conta do que vemos em 1 Reis 6.1, que afirma que Salomão começou a construir o templo “no ano quatrocentos e oitenta, depois de saírem os filhos de Israel do Egito”. Entende-se historicamente que Salomão tenha iniciado a construção perto do ano 960 a.C., o que dataria o Êxodo por volta do ano 1440 a.C.

Com esses dados, entendemos que o texto do Pentateuco foi iniciado por Moisés por volta do ano 1.440 a.C., e encerrado na época do reino, tanto de Davi que incentivou a escrituração dos livros, como de Salomão, que ampliou esse evento.

No entanto, a data exata para a forma final do texto não pode ser definida, mas está dentro dos 80 anos dos reinados de Davi e Salomão, antes de 930 a.C.

Seguimos na próxima semana, permitindo o Senhor!

Forte abraço!
Em Cristo,
Ricardo, pastor

terça-feira, 18 de fevereiro de 2020

PORTA PRINCIPAL

Graça, Paz e Alegria!

Mensagem do Portal Evangélico Compartilhando Na Web.

Autoria: Pr João Ferreira da Costa.

Um pequeno comerciante, não podendo mais suportar a concorrência de uma grande loja que ficava bem ao lado da sua, teve uma ideia pouco ética:

a) Fez uma reforma em seu estabelecimento, fazendo-o ficar parecido com o interior da loja concorrente;
b) Mudou o nome da fantasia de sua empresa para "PORTA PRINCIPAL";
c) Mandou fazer uma grande placa luminosa e colocou-a num lugar bem visível.

Apesar da grande diferença entre as duas lojas, muitos desavisados acabavam entrando na porta errada, caindo no golpe, sem perceber.

É mais ou menos assim que Satanás tem atraído as pessoas à sua "Loja de Conveniências": porta larga, painel luminoso, fazendo-se passar pela porta principal, enganando os incaltos.

Disse Jesus: Eu sou a porta; se alguém entrar por mim, salvar-se-á, e entrará, e sairá, e achará pastagens - João 10.9

Forte abraço!
Em Cristo,
Ricardo, pastor

segunda-feira, 17 de fevereiro de 2020

Biografias de reis do Reino do Sul - Amazias

Graça, Paz e Alegria!

Mensagem do Portal Evangélico Compartilhando Na Web.

Filho de Jóas, rei de Judá e Jeoadã. Sobe ao trono de Judá aos vinte e cinco anos de idade e reina por vinte e nove anos (2 Crônicas 25.1).

Lemos sua história em 2 Reis 12.21; 14.1-20; 2 Crônicas 24.27; 25.1-28.

Buscou agradar a Deus, porém não com o coração perfeito, pois foi um rei vingativo, e o seu primeiro ato ao se afirmar no trono foi matar os servos que assassinaram seu pai. Poupou, no entanto, a vida de seus filhos.

Depois disso, declara guerra aos edomitas e sai vitorioso do vale do Sal, conquista Sela, a capital dos edomitas.

Amazias realizou cerimônias religiosas em honra aos deuses edomitas e por causa deste ato de idolatria, não obteve sucesso no seu reinado. Antes foi destruído, seguindo o que lhe falou o Profeta: foi inteiramente derrotado na batalha de Bete-Semes por Jeoás, rei de Israel, a quem tinha provocado. Preso, foi conduzido às portas de Jerusalém, cidade que caiu sem resistência e foi saqueada por Jeoás.

Acaba seu reinado assassinado por seus compatriotas em Laquis, para onde se tinha retirado, fugindo de Jerusalém. Foi sepultado em Jerusalém com os seus pais.

Forte abraço!
Em Cristo,
Ricardo, pastor

sexta-feira, 14 de fevereiro de 2020

Mais de Ti, Senhor! - 2

Graça, Paz e Alegria!

Mensagem do Portal Evangélico Compartilhando Na Web.

Vale a pena ler de novo

Mensagem enviada em 18/04/2006

2 Crônicas 7.1-2

1 E ACABANDO Salomão de orar, desceu o fogo do céu, e consumiu o holocausto e os sacrifícios; e a glória do Senhor encheu a casa.
2 E os sacerdotes não podiam entrar na casa do Senhor, porque a glória do Senhor tinha enchido a casa do Senhor.

E no tempo do texto que serve como motivação desta meditação, no Antigo Testamento, havia apenas lampejos da manifestação do Espírito Santo. Era necessário conhecer bem a Lei e cumpri-la com seu próprio esforço! Por isso, com medo de não cumprir adequadamente, por exagero no rigor, muitos judeus complicavam além da conta da Lei. Exageravam em sua interpretação. Muitos, por zelo exagerado. Outros, por tentativa de manipular o povo... E assim seguia...

Mas hoje em dia, desde o Pentecostes, não temos apenas lampejos da manifestação do Espírito Santo em nossa vida. Ele está em nós, se deixarmos Ele agir em nossa vida. Ele nos orienta, guia e espera que estejamos atentos/as para que Ele possa fazer grandes coisas em o Nome do Senhor em e através de nossa vida. É esse Espírito Santo que quer nos guiar a realizar a Vontade do Senhor. E opera em nós, se deixarmos Ele agir, tanto o querer como o efetuar, tanto a vontade de fazer como o realizar (Filipenses 2.1-13 – atenção especial ao versículo 13). Se nos esvaziarmos de nossas vontades pessoais, o próprio Deus, através do Espírito Santo, vai operar em e através de nós!

Sem contar que no Antigo Testamento, havia a necessidade de conhecer e observar a Lei. Para nós, Jesus cumpriu a Lei! Nós não conseguiríamos, como os que viveram antes de Jesus não conseguiram. Mas Ele cumpriu essa Lei e agora nos alcança por Graça!

Então, já alcançados pela Graça do Senhor, deixemos o Espírito Santo nos guiar para realizarmos sempre a vontade do Senhor. Assim, a cada dia, veremos em nossa vida a mesma manifestação que aconteceu naquele dia que Salomão dedicou o Templo ao Senhor. Mesmo no meio das dificuldades ou dos momentos difíceis, teremos a chance de verificar o cuidado do Senhor e mais: sentiremos mais ainda esse cuidado, quando Ele nos tirar do momento ruim.

Forte abraço!
Em Cristo,
Ricardo, pastor

quinta-feira, 13 de fevereiro de 2020

Comentário Devocional do Evangelho de Mateus (21.1-11) - 3

Graça, Paz e Alegria!

Mensagem do Portal Evangélico Compartilhando Na Web.

Leia Mateus 21.1-11

Infelizmente, o louvor que o povo declarou naquele dia não foi porque reconheceram Jesus como o seu Salvador do pecado. Eles O saudaram sim, mas com a expectativa que Jesus se revelasse um libertador messiânico, líder político, alguém que iria guiá-los a uma revolta contra Roma. Esperavam uma libertação meramente política.

Não reconheciam Jesus como Senhor e Salvador, mas como libertador meramente temporal. Talvez por isso a saudação tenha sido tão parecida com a dada aos reis quando retornavam vitoriosos das batalhas, reafirmando a soberania política da Nação.

Sabemos que dias depois, a multidão que O aclamava, pede Sua crucificação. Um tanto com manipulação dos líderes religiosos, que queriam imputar a Roma a ação da decisão deles, mas quem sabe alguns já não estavam tristes e contrariados pela falta de ação politica de Jesus depois de tamanho apoio e revelação de esperança. Alguns dias podem ter mudado tudo realmente!

A história da entrada triunfal é uma história que revela contrastes que nos apresentam aplicações para a nossa vida! É de fato a história do Rei que veio como um servo humilde em um jumento emprestado (não era dono de sua montaria e essa montaria nem era tão especial assim). Suas roupas eram de viagem, mais comuns.

Seguimos na próxima semana, permitindo o Senhor!

Forte abraço!
Em Cristo,
Ricardo, pastor